» » Fortaleza com as crianças…

Fortaleza com as crianças…

postado em: blogdacyntia, Viagens 0

E aí Brasil!! Cá estou de volta para falar sobre Fortaleza! Fechei esta viagem em novembro do ano passado com a intenção de curtir o aniversário de 5 anos do meu filho mais novo, Theo. Pensei em algo que ele realmente pudesse se divertir com o irmão do meio Lorenzo, que tem 8 anos, e o destino que eles mais adoram é praia!!! Então, como eu não conhecia Fortaleza, uni o útil ao agradável.

Primeiro dia: Pegamos um voo direto e a empresa de receptivo buscou a gente no aeroporto mostrando toda a cidade. Ficamos no hotel Carmel Magna Praia com café da manhã.

Quando chegamos, fizemos o check in bem rápido e lá fomos nós para a nossa primeira aventura. Pegamos um Uber para o Beach Club Chico do Caranguejo, que nos custou R$22, levamos mais ou menos uns 20 minutos de onde estávamos até a praia do Futuro. Chegamos lá e de cara já amei! Lugar gostoso, limpo, organizado, grande, com uma ótima comida e um parquinho aquático maravilhoso para crianças de até uns 12 anos. Óbvio que meus filhos ficaram doidinhos quando viram aquilo!

Eu e meu marido sentamos em uma mesinha enquanto as crianças foram se divertir, o day use deles custou R$20 (por criança). Para os adultos também tem uma parte com piscina funda e espreguiçadeira, mas como nós preferimos só ficarmos sentados vendo nossos filhos, não precisamos pagar! Chegamos lá em uma quinta-feira quase 14h, e como o espaço aquático fecha às 17h em ponto, não iríamos aproveitar muito!

De tarde rola um sertanejo ao vivo e a noite um forró da melhor qualidade. Mas se liga, porque é só as quintas-feiras! Voltamos para o hotel e a noite fomos ao primeiro restaurante, indicação do nosso Uber (ah! pagamos em torno de R$9). O nome é Dom Pastel, da rede de restaurantes Coco Bambu. Ele nos explicou que lá os pratos são fartos, deliciosos e mais baratos do que ir ao Coco Bambu mesmo.

Disse também que é o melhor restaurante para ir com criança, então fomos!

Realmente o lugar é lindo, bem amplo e tem um super parquinho (daqueles com tudo: tubos, cordas, escadas, escorregas e etc) massss você precisa pagar R$20 por criança e aos domingos, o valor muda para R$10. Já sentei pagando R$40 de cara! Pedimos um prato chamado Camarão Internacional (camarões, arroz com molho branco a base de queijo, que leva presunto e ervilha, gratinado com queijo e por cima, batata palha) HUUUMMMM Simplesmente divino!

Se você nunca provou patinhas de Caranguejo, lá é o lugar ideal já que é um prato beeeem regional.

Segundo dia: Como nossos amigos iam chegar por volta do meio-dia e o grupo ficaria completo, optamos por conhecer um novo Beach Club, também na Praia do Futuro. Escolhemos o Atlantis, que por sinal é lindo, mas a piscina das crianças estava interditada para manutenção e como o Chico do Caranguejo é ao lado, voltamos para lá! O dia foi novamente incrível! Na parte da tarde fui fazer uma massagem relaxante de 1h, que custa R$30. Pasmem!!!! As meninas fazem massagem nos turistas em macas, que são montadas ao lado do complexo, na areia, bem perto do mar. A sensação do vento batendo no corpo é maravilhoso vocês não tem noção! Eu amo massagem, saio completamente lesada, parece que dormi umas 6h direto! Indico para todos!!

Voltamos para o nosso hotel e já marcamos com o grupo de ir ao Mercado do Peixe, mas antes, resolvemos passar no Boteco da Praia, que é um bar TOP.

Fica uns 80 metros do meu hotel e é a sensação da cidade. Lá você encontra a melhor coxinha da região por R$11 e a feijoada, aos sábados, também é a melhor. Comprei a coxinha para provar e realmente o sabor é incrível. Depois da provinha, partiu! Fomos novamente de Uber e como fica uns 10 minutinhos de carro, pagamos R$9. Lá no Mercado do Peixe é como se fosse uma grande peixaria, você escolhe o tamanho do seu camarão, do peixe… e paga pelo kg.

Logo em frete tem o lugar para limpar, fritar e comer ali mesmo, você paga de R$8 a R$12. São várias mesas a beira do mar, mas como lá fica bem cheio, o ideal é segurar logo uma mesa. Eu comi muito camarão e peixe frito, pagando muito barato! Valeu muito a pena!
Ah! Dica para quem gosta de andar de bicicleta: em vários lugares na orla você encontra bicicletas compartilhadas da Unimed (tem também para crianças). Achei bem interessante!

Terceiro dia: Levantamos cedo e fomos para Cumbuco.

O passeio é tão incrível que nós já colocamos como cortesia no pacote dos nossos clientes da Move Turismo. Mas para quem não fechou ou ganhou, o valor que eles me passaram foi de R$35. Me buscaram as 8h e o passeio já começou com um City tour de mais ou menos 1h30. Eles mostram todos os pontos turísticos da cidade e param uns 20 minutos em um presídio antigo, que hoje é um espaço para feira artesanal. Vale a pena porque você tem uma real noção do que você pode fazer a pé ou de carro. Bem, após o City tour, seguimos para Cumbuco. Uns 20 minutos e estávamos na barraca Velas do Cumbuco(FOTO). Um lugar lindo, com piscina na beira do mar, mesas fartas, massagens e um passeio de buggy bem radical. (Quando isto está incluso no seu pacote, não é necessário pagar o day use do espaço!)

Fechamos um buggy inteiro por R$300 e você escolhe: com emoção ou sem emoção! Óbvio que escolhemos COM! O passeio começa com um aquecimento nas dunas e a primeira parada foi para fazer um esquibunda. Você se apoia numa madeira e vai parar num Rio bem limpinho, mas pra subir de novo, é a pé mesmo! Lá o pessoal tira bastante foto com montagens de coco, garrafa de cerveja… e quanto ao valor, você paga o quanto acha que vale. Depois fizemos mais passeios pelas dunas, num sobe e desce desenfreado. Podem ficar tranquilos que não é nada louco que coloque sua vida em risco não! Paramos também num cenário lindo para fotografar.

E nossa última parada foi para saltar de tirolesa e toboágua, que custa R$20 o adulto ou criança e não tem limites de vezes, você vai quantas vezes aguentar. Super maneiro! Diferente do outro, neste tem um carrinho mecânico que você sobe e não precisa fazer esforço. Antes de ir para o hotel, ainda ficamos uma hora e meia na barraca que estávamos. A noite estava se aproximando então convidei meus amigos para conhecer o Dom Pastel e a feirinha de artesanato. A feira é bem grande, com muitos artigos, de pedras preciosas à famosa castanha de caju, e os preços são variados. Voltamos a pé batendo-papo pela orla, levamos cerca de 20 minutos de caminhada.

Quarto dia – Nosso tão esperado dia: Beach Park!

O transporte nos buscou às 8h30 já que o parque abre às 11h (eles são bem pontuais). A agência não vende ingressos para o Beach Park, mas os guias te levam num guichê especial para você comprar seu ingresso sem fila ou com pouca fila.

Dica: estudante, maiores de 60 anos e grávidas tem direito a 50% de desconto! Estudantes precisam levar a carteirinha física (não vale boleto) e grávidas, se for no início, o exame. Se esquecer, perdeu o direito!

Antes de chegar na portaria passamos por um local lindo, com um vasto coqueiral, música ao vivo e um vento de relaxar. As pessoas costumam ir lá só para almoçar, mas se você quiser sair do parque, precisa informar e fazer um cartão com o seu nome.

Assim que entramos, demos de cara com uns armários, que você precisa alugar para guardar suas coisas. O custo é de R$25 + R$25 de calção (que você recupera no final do dia) para a chave que é emborrachada. O parque é lindo, limpo, organizado, e tem vários brinquedos, tanto para crianças menores quanto aqueles mais radicais. Ideal para toda família! O lugar é enorme e você precisa ir com disposição.

Outra super dica: Como não dá para ficar de chinelo o ideal é que você compre um sapato de mergulho, tem umas pedrinhas no chão e o pé dói muito. Fomos almoçar umas 14h, no complexo que falei para vocês, ele fica fora do parque. Pedimos uma porção de arroz, filé mignon acebolado com batata frita e frango empanado com molho tártaro que nos custou R$80. Não achei caro pelo lugar, mas não é barato! Um refrigerante custa R$8, a água R$7 e a cerveja de 600 ml R$14. Mas eu adorei a comida e o lugar, valeu muito! Por lá também tem outras opções de restaurantes que custa em média R$40 o kg. Voltamos para aproveitar o resto do tempo, como o parque fecha as 17h, nossa guia marcou às 17h20 o retorno.

Chegamos no hotel arrasados mas com muita vontade de curtir a última noite!

Já era noite e fomos a pé, caminhando pela orla, conhecemos uma pizzaria chamada Vignoli, tipo um quiosque que já ganhou OITO VEZES como a melhor pizza de Fortaleza. Eu não poderia deixar de aproveitar!

O preço de uma pizza grande é, em média, R$45 e o pedido saiu bem rapidinho. É fininha, crocante e tem muito recheio. Digna de todo o prêmio! Ah! E tem um diferencial muito legal, eles dão uma luvinha de plástico para você poder comer com as mãos sem se sujar, achei muito bacana!

Batemos um papo, vimos as artes dos artistas de rua e foi perfeito! Encontramos um argentino que começou a desenhar meus filhos num papel e ele cobrava R$5 por cada criança, ao lado dele, tinha um outro argentino, chamado Carlos, que fazia outros tipos de desenhos com tintas em folhas especiais, e este cobrava R$15. Tudo feito na hora, belíssimo trabalho!

Chegou o dia de ir embora e dar um até logo para o hotel Carmel Cumbuco em Jeri! Me aguarde Fortaleza já já estarei de volta!

Se você deseja viajar com crianças, eu super recomendo Fortaleza! Essa, foi uma viagem bem curtinha que fiz com minha família, mas tenho certeza que foi inesquecível para meus filhos!

E aí, curtiu? Então solicite sua cotação através do nosso Whatsapp Business: 21 97114-6783

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *