» » Santiago

Santiago

postado em: blogdacyntia, Viagens | 0

Falaaaaa Brasil, falaaaa meu povo lindo, tudo bom com vocês???

É frio que vocês querem? É para o frio que vocês querem ir nas próximas férias e não sabem onde? Achou!!!!! O destino é: Santiago. Um lugar mega lindo, que fica no Chile, pertinho da Cordilheira dos Andes! Eu amei muito ir pra lá com um grupo mega animado.

E por falar em grupo: façam uma viagem em grupo! Junte seus amigos e viaje! É fantástico! Dá trabalho, mas é tão legal, tão divertido que nem frio sentimos! #ficaadica

Escolhi a data para comemorar meu aniversário de 10 anos de casada, massssssss virou um grupo e “wel wel wel não vai ter lua de mel” kkkkkk essa foi a música que eles cantavam pra mim… bobinhos! Kkk

A data do grupo foi de 01 a 08 de agosto e foi muito bom porque ainda conseguimos pegar neve em Santiago, estava aquele frio gostoso, cheio de turistas e final das férias de julho. Aqueles que quiseram levar seus filhos, não ficaram tão prejudicados e a viagem não ficou cara como seria no mês de julho.

Assim que chegamos a noite, estava um frio de lascar e fomos direto para o hotel. Descarregamos as malas e fomos jantar no complexo do Patio Bella Vista. Um lugar bem charmoso, como se fosse a Lapa do RJ, cheio de jovens em busca de noitada e muita música. Cada um escolheu um canto para comer e lá se foi a noite!

No segundo dia, nós fizemos um City Tour pela cidade. O hotel que eu escolhi foi tipo um BBB de Santiago (Bom, bonito e barato). Fica no centro, onde você encontra tudo e é muito movimentado. O hotel é simples, mas com funcionários maravilhosos, comida boa, limpo e bem na meiúca. Começamos andando pelo Palácio La Moneda, visitamos o museu Bellas Artes, fomos no bairro Lastarria e nossa última parada foi no Cerro de Santa Lúcia.

Depois desse bate perna nós fomos para o Mercado Municipal comer algo bem particular deles… a Centolla (parece um siri ou caranguejo gigante e bem caro). Escolhi o restaurante El Galeon com alta gastronomia, comida muito boa, e uns até pediram o prato típico deles, e virou uma grande festa!

Em comemoração aos nossos 10 anos, ganhei rosas lindas do meu marido e uma taça de pisco pra brindar!! Aí ferrou, o grupo conheceu o tão famoso pisco, (uma bebida feita com cachaça de uva) que por sinal é uma delícia e derruba qualquer um. Saímos de lá já era umas 17:30h. Aí você pensa que acabou? Que nada! Chegamos no hotel e a festa foi até tarde com muito Pisco!

No dia 03/08 foi dia de conhecer o Valle Nevado e o parque de Farellones. Acordamos muito cedo para chegar logo e curtir ao máximo! Antes de pegar estrada nós paramos em uma loja de aluguel de roupas e saímos igual o boneco do posto pra esquiar, brincar e tirar mil fotos lindas. Subimos a 3 mil metros de altitude com 60 curvas num precipício pra chegar bemmm no topo onde fica o Valle Nevado. Chega uma hora que você precisar ir a pé, e vou te falar… choooora neném!! Sem pique, sem fôlego, mas eu só tinha uma certeza: vou brilhar nas fotos! A estação estava bem branquinha, muitos esquiadores, mas nada lotado, e o povo ficou doido. Foi click pra tudo que era lado.

Não ficamos por lá porque a estação é bem profissional e o que nós queríamos de verdade era brincar em Farellones. Ficamos ali por quase 1:30h e descemos a 2 mil metros pra ir no parque. Farellones é muito legal, muito organizado, um monte de brasileiros, um teleférico lindo, que você fica ali só olhando ao redor e agradecendo por Deus ter nos dado mais uma chance de contemplar tamanha beleza.

O grupo acabou se espalhando e cada um brincou como quis. Uns alugaram equipamentos de esqui e as crianças, foram as que mais aproveitaram. O parque nos permitiu entrar com bebidas alcoólicas, água e alguns biscoitos. Não nos revistaram, mas dizem que lá não pode levar nada! Tudo é bem caro e só pra vocês terem uma noção, um hambúrguer com refrigerante e 4 mini pastéis custou 10 mil pesos = R$ 62,00. Deus me livre, só de lembrar quase infarto! Fiz cara de paisagem e paguei com raiva e dor no coração. E ainda por cima era gelado e não tinha gosto. Masssss o tanto de fotos lindas que nós tiramos, valeu muito a pena!

Neste dia nós jantamos num restaurante chamado Piccola de Itália que é na rua de trás do hotel e por 7 mil pesos você come uma bela travessa que dá para 2 a 3 pessoas com variados tipos de massa. Dali, eu parti pro banho quentinho e caminha!

 

Dia 04/08 foi dia de descansar até mais tarde, tomar o café tranquilo e passear no restaurante Giratório e Sky Costanera.

Saímos do hotel às 13:00h e fomos para o restaurante. O dia não era dos mais limpos e com céu azul, mas dava sim para contemplar o passeio que valeu muito a pena! Você precisa antes fazer uma reserva no restaurante ou terá que ficar numa fila de espera. E o legal de lá é pegar a mesa na ponta.

Assim você fica ali só tirando fotos, comendo, enquanto ouve o piano tocar e aproveitando o rodar bem lento do lugar. É um restaurante caro? Sim! Vale a pena, Cyntia? Vale e muito! Eles possuem um cardápio com um menu com entrada, prato principal, sobremesa e você ainda escolhe uma bebida por 17 mil pesos cada um. Todos adoraram o lugar e aquele papo de que não vale, ficou foi pra trás! Neste dia foi muito engraçado porque o pianista do restaurante participava das fotos e numa delas ele saiu com uma cara muito engraçada, isso virou piada pra viagem inteira e a Mariana se aproveitou da fama.

De lá nós fomos até o Sky, mas como a tarde o tempo estava todo nublado, não ia valer pagar pra subir. Como segunda opção nós resolvemos conhecer o shopping do Sky e terminar a noite no Hard Rock Café pra curtir.

Dia 05/08 foi dia livre! Cada um podia escolher coisas diferentes. Uns foram visitar as vinícolas, outros resolveram descansar, e eu fui andar com a turma animada pelo centro. Primeiro fomos ver a troca de guarda que é bem legal e acontece dia sim e dia não às 10hs. Depois fomos até as ruas coloridas do centro para tirar mais fotos e em seguida fomos na Catedral Metropolitana de Santiago até chegar no Cerro São Cristóvão.

Não sabia que eu iria andar tanto, mas a caminhada foi linda, cheia de história. Subimos no Funicular (é um bonde muito legal que faz uma subida íngreme e quando chega no final, ainda precisa pegar um bondinho pra atravessar para o outro lado da cidade vendo toda parte de Santiago). Custa 2 mil pesos ida e volta por pessoa. Passeio incrível, mas pra quem tem medo de altura não é legal, e como estava muito cheio neste dia, nós perdemos muito tempo na fila.

Você compra só a ida podendo ficar próximo do Sky Costanera, como pode voltar para aproveitar o Almoço no restaurante Galindo que fica pertinho do Pátio Bella Vista. Escolhi o Galindo porque tem uma comida maravilhosa, pratos bem fartos e preço super justo!!!! Queeeee escolha boa! A metade do grupo acabou voltando pro Hard Rock Café que é um lugar bem legal pra curtir.

No penúltimo dia visitamos dois lugares: Cajon del Maipo e a Vinícola Concha y Toro. Novamente acordamos cedo e fomos até o lago. Fica mais ou menos 1:30h de distância de Santiago. O lugar é muito lindo, à vista fantástica e neste dia em especial, estava muitoooooo frio, daqueles de congelar tudo! Começamos o tour parando no túnel mal assombrado, que diz a lenda que um homem se matou ali no meio da escuridão.

De lá seguimos viagem até a entrada do lago. O ônibus parou e começou uma subida de quase 40 min mais ou menos. Subida punk, um frio de lascar e o pior, vento! Mas, graças a Deus eu tinha comido pouco no dia anterior e estava mais leve pra ter fôlego. Chegando bem pertinho do lago e começou a nevar. Foi lindo, foi emocionante, foi cansativo e congelante também! Kkkkkk

Vi na internet umas fotos com uma mesa de queijos e vinhos e de fundo o lago, isso se trata de uma montagem porque não é permitido nada disso. Nós ficamos distante do lago e fizemos churrasco! É, bem brasileiro mesmo, arroz, maionese e farofa, mas um churrasco na neve meu Brasil, não é todo dia! Isso é para poucos! Mas nossa equipe estava bem preparada e arrumou um cantinho bem quente! Ficamos numa antiga base militar desativada que foi construída para uma eventual guerra entre o Chile e a Argentina, que jamais aconteceu.

Dançamos, gravamos vídeo para o Altas Horas, cantamos, choramos, nos divertimos e curtimos cada minuto daquele passeio. De lá por volta das 14h nós fomos até a Vinícola mais famosinha da região!

Não fomos muito bem recebidos pela guia deles (e muitos dizem que é assim mesmo), que são grossos com os brasileiros e não gostam muito de nos receber. Mas nosso grupo era unido e uma vez maltratados, fizemos questão da substituição por alguém que realmente quisesse nos mostrar a beleza do lugar, só que com carinho! Daí chamaram o Guia Waldir. Ele sim nos mostrou a vinícola com prazer, com a sabedoria de quem cuidava disso há 30 anos (só ali 12 anos) e com o jeito animado e profissional que nós gostamos.

Nos mostrou tudo, fizemos a degustação de 3 vinhos, conhecemos a história da adega do vinho Casillero del Diablo e o passeio já se encerrou bem tarde, ficando apenas nosso grupo na lojinha gastando e rindo horrores!!!

A festa dentro do ônibus, rolava todo os dias. A gente dançava no meio, caía, ria, fazia stories, o povo já estava mais íntimo que absorvente. kkkkkkk Que festa, que dia incrível! Neste dia nós jantamos no hotel e a comida é muito boa! Recomendo. O povo chegava dos passeios, se reunia no 2° andar do restaurante e os vinhos, piscos e muito açúcar rolava até tarde!!!!

 

Último dia… dia 07/08, eu estava tão cansada que não tinha forças… então vou contar como foi meu dia com meu marido e como foi o dia do grupo.

 

Eu fui explorar o centro de Santiago. Andei por várias lojas e escolhi uma lanchonete chamada Holly Moly para comer, segundo indicações, o melhor hambúrguer de Santiago.

Andei cerca de 15 min até chegar lá e foi muito bom. Conheci uma brasileira que está lá há 8 meses e ela me contou várias histórias desde a sua chegada. O hambúrguer é top! Ao lado dessa hamburgueria tem uma loja chamada T.H.C que vende roupas lindas, pouco usadas, limpas e o preço é muito bom.

Comprei sobretudo de couro, casaco de neve, coletes de pelos por 9 mil pesos cada, o que dá aproximadamente R$ 55,00 reais cada peça! Já fiquei feliz né?!! De lá voltamos para o centro e ficamos “batendo perna” até a noite. Uma coisa posso falar: nada é barato naquela cidade! Uma cerveja custava a partir de 7 mil pesos, uma comida de 15 a 20 mil pesos, tudoooooo um absurdo de caro. Ok que quem converte não se diverte, mas em algumas horas era necessário saber quanto eu teria pra comprar uma água que fosse… Somente o Piccola de Itália era BBB. A viagem em si não é cara, mas os passeios e as comidas são. Então se planeje pra ir neste destino. Tome um bom café da manhã, faça um lanche e jante depois. Me sentia rycaaaaa… só falava em mil… “Quanto custa esta empanada?” – 4 mil. “Quanto custa esta coca?” – 3 mil. Kkkkkkkk Era muito engraçado, e triste quando a gente convertia.

 

Outro casal do grupo que tirou o dia de folgo só pra eles foi a Luciene e o Henrique, eles foram passear lá no Sky Costanera. Pegou um dia lindo e arrasou nas fotos!!!

Mas a sessão de fotos foi apenas dela!! O Henrique não gosta de foto e também não gosta de sorrir. Só tira foto depois do vinho e por isso só ela aparece Kkkkkkk.

Dica: Deixe pra ir neste passeio que não é barato, na parte da tarde pra pegar o pôr do sol.

 

O dia do grupo foi assim… contado por Mariana, mais conhecida como Mari (empresária do restaurante Genzai) e muito minha amiga. Tão amiga que passou o dia inteiro me imitando e chamado o Guto (marido dela) de Deny (meu marido) kkkkk. Você é top Mari!!

“Neste último dia nós fomos conhecer as cidades de Valparaíso e Viña del Mar. Antes de chegar na primeira cidade, fizemos uma pequena parada na Viña Elias Figueroa (não visitamos a Viña) mas o grupo tirou fotos com réplicas dos Moais da Ilha de Páscoa e degustaram vários vinhos, biscoitos e chocolates nas lojinhas locais!

 

Lá também vende uma variedade enorme de vinhos, roupas, artesanatos e lembranças em geral! Depois seguimos para a Cidade de Valparaíso, que é uma cidade bem antiga e preservada até hoje. Sua área histórica virou patrimônio cultural da humanidade pela UNESCO!

Lá além de conhecer toda a cidade, visitamos uma feirinha, bem em conta pra comprar lembrancinhas, e em seguida fomos conhecer a famosa casa onde fica o museu La Sebastiana do Poeta Pablo Neruda, onde conseguimos uma vista privilegiada do Porto de Valparaíso!

Não há muito o que fazer por lá mas vale o passeio, vale conhecer um pouco da história e da cultura local! As ruas são bem estreitas e coloridas, com arte espalhada em cada canto, pra quem curte, rende belas fotos!

Em seguida fomos conhecer a cidade de Viña Del Mar, que é uma das cidades litorâneas do Chile, considerada como seu principal balneário, cercada de lindas praias banhadas pelo Oceano Pacífico, cassinos e palácios. Conhecemos o famoso relógio das flores e em seguida, fomos almoçar no Castillo Del Mar!

É um lindo Castelo com Mirante, com uma vista fantástica para o oceano Pacífico! A comida é um show à parte! Vale muito à pena conhecer!

Por fim fomos conhecer panoramicamente a vinícola Indômita mas como nós nos atrasamos no restaurante, perdemos o horário de visitação!

Ninguém ficou chateado… Além de cansados, o almoço realmente valeu a pena! Uma bela despedida de um lindo passeio!

Para fechar esse dia e esse passeio fantástico, nós nos encontramos como sempre no segundo andar do hotel, onde rimos intensamente com relatos “açucarados”, descobertas interessantes, novos roteiros da Move, tipo Dubaizinho em 36 vezes, só na Burca, “sonhos indecifráveis” e descobertas sinistras como a do Guia que ria sério, por exemplo! Foi bom demaissss!”

 

Obrigada amiga, por contar tudo! Viu, gente? O que eu tenho a dizer desse grupo é que realmente foi tudo perfeito e maravilhoso, as amizades que fizemos neste passeio está rendendo encontros, o grupo não quer se desfazer por nada, cada vídeo hilário que poderia destruir nossas vidas kkkkkkkk e muitas saudades dos dias em que passamos juntos!

 

Ah! A contratação da empresa do Vanderson chama Star Travel, foram eles que nos ajudaram com os passeios, indicação de um cliente muito antigo meu e eu amei o jeito que eles trataram com carinho e dedicação a todos do grupo. Indico mesmo, falo mesmo pra fechar com ele e economizar, e se alguém quiser mais referências, é só ligar pra agência!

Qual será o próximo destino depois de tantas massas, vinhos, piscos, cervejas, queijos e humor?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *